domingo, 16 de junho de 2024

Na Emoção do Pôr-do-sol - Dueto Amoroso Poema 4

 



A coragem nos dá felicidade.

Sobre os Duetos,  estamos abrindo a segunda semana do Mês do Enamoramento. 
Sintam-se convidados a participar. 
Sejam bem-vindos!

Por gentileza, esperem os meus três poemas serem postados e, no final da semana,  podem fazer o Dueto Amoroso comigo.
Já  agradeci pessoalmente aos participantes da primeira semana.  Foi linda!






No momento de rara beleza amorosa,
no adormecer do dia a nos acalmar,
com flores de laranjeira a adornar,
vivencio uma emoção gostosa.

Nos cabelos, diadema floral enfeita,
um buquê marca nosso sublime dia,
poente na luminosidade irradia,
a luz do dia me faz refeita.

O crepúsculo é efusão de sentir,
sinto tua meiga presença tão forte,
Tu és meu norte, meu suporte,
não vais me deixar, partir.

O crepúsculo motiva toda sensação,
suplanta a beleza do lindo lugar,
o mais belo sei nem explicar,
se o pôr-do-sol ou a emoção.

💙💙

Duetos Amorosos dos Amigos:


No lusco-fusco de um entardecer, 
sentimentos mil podemos ter.
Esse dia, mais um, já passou, 
amanhã o que será virá a ser?

Certezas nenhuma em nós habitar,
no dia que está a se despedir
as cores de hoje hão de mudar, 
saudades dessas iremos sentir.

Até as emoções podem mudar, 
às cores, outras irão se misturar.
Mas a certeza em mim a habitar
que sempre, a cada pôr-do-sol, 
mais forte ainda irei te amar
e estarei sempre por ti a esperar!!


💙💙

As árvores começavam a tomar a cor avermelhada, 
acastanhada, amarelada, dos dias de Outono. 
O ar trazia aquela brisa fresca que remexia os cabelos 
suavemente. E eu sentia-te junto a mim, 
naquela tarde inesquecível.
 
Ao fundo a Torre Eiffel dominava a paisagem. E, perto, 
a ponte Mirabeau, com as suas figuras alegóricas, 
convidava a um passeio pelo Sena. 
O Sol poente tingia o céu de laranja, ou 
uma espécie de dourado 
tornava o fim do dia apetecível.

Tudo, absolutamente tudo, concorria para que as 
emoções tomassem conta de nós e sentíssemos a 
magia daquele lugar que sempre nos conquistou. 
Seria ali o nosso local de eleição, 
decidimo-lo 
naquele momento.

💙💙

Gosto
da lucidez do mar
em dias de tempestade...
Da certeza absoluta
com que domina a praia...
E do desejo,
que sabe,
que me enche o corpo...
Numa história inconfessável...

💙💙


Magia ao pôr-do-sol

 Dois corações em sintonia,
 pulsam enamorados no ocaso.
 Palavras  são dispensadas 
ante o sentir, indizível fato.

Correram as horas festivas,
 voaram minutos dourados, 
pelo brilho do sol de outono
a coroar um amor adornado.

E ao findar daquele dia,
marco de doce confiança,
 os dois corações embalados
selaram promessas de aliança.


💙💙

Na Emoção do Pôr-do-sol

No horizonte avermelhado, o sol se despede aos poucos

Ele se rende à magia escura da noite e o universo se enche de poesia

O vermelho escarlate do horizonte reflete a chama do nosso amor

Em tons vermelho e dourado o céu se tinge para solenizar o nosso encontro

E nossos olhares se encontram, num encontro de almas que se entrelaçam

A escuridão reflete os últimos tons dourados do extasiante pôr do sol

O céu ganha um tom dourado como o meu coração quando está ao seu lado

Sob as cores reluzentes do entardecer

 Minha alma se acalma repousada em teus braços

Impossível não se emocionar com a grandiosidade do pôr do sol

A magia do pôr do sol nos abraça. Envolvemo-nos no mesmo olhar

A grandiosidade crepuscular nos assalta e nossos corações pulsam

No mesmo ritmo nos unimos e trocamos juras apaixonadas

Testemunhadas pela suntuosidade deste dia que se finda

 Em tons vermelho dourado





30 comentários:

  1. Wowww, bello, bello y romanticas
    tus letras, un placer visitarte.
    Besitos dulces
    Siby

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Siby!
      Se o romantismo acabar... morremos em vida.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Um poema de amor muito emocional. Que os duetos fiquem ao seu gosto. Eu, não estou na melhor forma. Peço desculpa.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Graça, não tem que pedir desculpas.
      Sei do seu momento, fique tranquila!
      Tudo continuará igual entre nós.
      Participamos quando podemos.
      Fique bem!
      Beijinhos

      Excluir
  3. Linda tua inspiração para a poesia que abre a 2ª semana!
    Adorei!
    beijos, tuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Chica!
      Sempre acompanhando e comentando todas iniciativas dos amigos.
      Assim dá gosto interagir. Sabe valorizar a todos igualmente.
      Obrigada por sempre comentar
      Beijinhos

      Excluir
  4. Olá, amiga Roselia!
    Começou muito bem esta segunda semana de "Duetos Amorosos" , com este lindo poema.
    Como diz e bem, vamos aguardar pelas três postagens, para no meu caso decidir com qual farei dueto. Este poema é brilhante. Esperemos pelos outros.
    Votos de uma excelente semana, com muita saúde e paz.
    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Mário!
      Vamos devagar que vamos longe...
      Obrigada pelo seu entusiasmo com os Duetos Amorosos.
      Abraços fraternos

      Excluir
  5. A coragem nos dá felicidade... 👏👏👏😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Gracinha.
      Obrigada pela visita.
      Beijinhos

      Excluir
  6. O crepúsculo, hora intimista que nos traz paz ao coração. Também convida à emoção que o amor suscita ao entardecer. O lugar empalidece perante a força do sentir. Tudo gira à volta desse bem-querer.
    Belo poema a iniciar esta semana.
    Gostei muito, querida Rosélia. Parabéns.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Olinda!
      Tem a sagrada hora intimista do descanso do sol que nos enleva e dá esperança de um novo porvir belo...
      O bem-querer nos faz sentir vivos.
      "A emoção que o amor suscita ao entardecer. O lugar empalidece perante a força do sentir"
      Belíssimo comentado!
      Obrigada por ter vindo prestigiar a abertura da nossa segunda semana.
      Beijinhos

      Excluir
  7. Lindo, Rosélia! Gosto muito de poesia como a que fazes: sonhadora e confiante, apesar das notas de tristeza que a vida às vezes nos traz. Não sou poeta; mas, se o fosse, gostaria de assim saber cantar os meus sentimentos! Meu abraço, boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Flávio!
      Se não fosse AINDA sonhadora e confiante, meu mundo não teria mais sentido. As tristezas são incontáveis...
      Você os canta em prosa e o faz muito bem.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Abracos fraternos

      Excluir
  8. Lindo poema. Me gusto mucho por su sensibilidad. Te mando un beso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Citu!
      Também aprecio muito a sensibilidade dos amigos ao compor seus posts.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Beijinhos

      Excluir
  9. Sentimentos profundos de amor e sensibilidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eduardo!
      Felizes os que sabem ler um post com sensibilidade.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Abraços fraternos

      Excluir
  10. Muito sentimental, muito lindo este poema, amiga Rosélia.
    É interessantíssima a sua iniciativa. Eu... vou lendo.
    Beijo carinhoso. Uma semana iluminada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Teresa!
      Vamos lendo a todos e nos enriquecendo.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Beijinhos

      Excluir
  11. Respostas
    1. Olá, amigo Antônio!
      Vamos sonhar...
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Abraços fraternos

      Excluir
  12. Olá!

    Encanta-me ler tão lindos duetos.
    Tenham uma semana repleta de luz
    abraços Loiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Loiva!
      Tem sido uma bela interação entre Amigos.
      Obrigada por ter vindo comentar.
      Beijinhos

      Excluir
  13. Amiga, sinto uma certa nostalgia, ou certa tristeza nem o sei qual seja, ou das aves-marias tocando pelos ares da longa estrada, voltando ao lar e longe trabalhar. Sei não. Mas agora, o crepúsculo não o sinto mais como outrora o sentia. Fica até difícil vê-lo, com tais construções nas minhas laterais, inclusive o nascente. Mas o que me revigora é ler-te nos versos de amor! Ficouu show esse 5° iniciando a 2ª semana! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, sinto o mesmo...
      A vida nos deixou sem quem amávamos e nosso coração sente nostalgia e tristeza. Bom sinal de que não somos insensíveis.
      Obrigada pelo carinho de atenção.
      Beijinhos

      Excluir
  14. VEIO DA EDITE:

    Que linda e inspirada poesia para iniciar a segunda semana de poemas. Também uma linda homenagem aos namorados neste mês especial. ABraços.
    ❤️❤️🌺🌺🌹🌹🥰🥰

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Edite!
      Vamos nos inspirando mutuamente.
      Obrigada pela atenção de vir comentar.
      Beijinhos

      Excluir
  15. Bom dia Amiga Rosélia,
    Um poema encantador que só agora li!
    O crepúsculo, o entardecer, são muito inspiradores e nossos sentimentos ficam mais efusivos na vivência do amor.
    A imagem é linda e seu excelente poema está em completa sintonia.
    Beijinhos fraternos de paz e bem e uma semana muito abençoada.
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Ailime, sim, o amor tende a nos deixar efusivas ainda mais no poente.
      Muito obrigada por estar aqui na segunda semana.
      Tenha uma nova semana abençoada!
      Beijinhos

      Excluir

Romance à Moda Antiga -Dueto Amoroso Poema 9

  Quanta coisa cabe num olhar. É  tão expressivo, é  como falar.  (Clarice Lispector)    Eis que chegou a sexta-feira esperada por vocês par...